As Tontas Vão ao Céu

domingo, 3 de novembro de 2013

Dicas para Bibliotecários de Ala

Bom turminha,
Hoje vou fazer um post especial para Bibliotecários de Alas, pois é, quase nenhuma ala tem alguém nesse chamado e quando tem, os membros não sabem. Então vou contar minhas experiências dos últimos 7 anos como bibliotecária da minha ala.
Quando me casei e cheguei na ala, queria emprestado um livro (não me recordo qual), então perguntei para o Bispo quem era responsável pela biblioteca, ele abriu a porta e disse que não tinha ninguém. Nem preciso dizer o susto que tomei, a biblioteca parecia mais um ferro velho (de papéis) de fundo de quintal. Tinha livros para todo lado, misturado e empoeirado. Perguntei para o Bispo se podia organizar e limpar tudo. Ele me deu a permissão, então limpei tudo e coloquei tudo em ordem, na época a biblioteca não tinha pateleiras de verdade, eram alguns pedaços de madeira que algum irmão havia montado as prateleiras, então forrei elas com aquelas toalhas franeladas de plástico.
Pouco tempo depois o Bispo acabou me chamando como Bibliotecária da Ala, mas não recebi muita instrução do bispado de como proceder e não tinha acesso ao Manual de Administração da Igreja. Então achei que na biblioteca da capela, poderia ter todo o tipo de material da igreja, então passei a pedir doações para os membros, ou seja, ao invés de jogarem fora aqueles manuais e revistas que não queriam, poderiam levar para a biblioteca.
Os membros adoraram a ideia e levaram muitos manuais e revistas, teve casas que tive que ir de carro com meu marido para pegar as caixas que eram muitas. Para as gravuras eu havia montado uma pasta com as gravuras nos saquinhos, para facilitar na procura e reposição. Na época as gravuras usadas eram aquelas das pastas azuis, que custavam muito caro, mas o bispado conseguiu comprar 3 pastas daquela.
Como na maioria dos prédios, são duas alas que frequentam o mesmo prédio, o que significa biblioteca compartilhada e muito extravio de livros, gravuras e manuais e ninguém sabe quem foi ou quem não foi.
Na outra ala, acontece a troca de bibliotecárias várias vezes, cada vez me reunia com a irmã para conversarmos, no dia combinado para trabalharmos, elas nunca apareciam, eu corria atrás delas por um tempo, mas depois eu via que já estava chato, então fazia só a minha parte. Mas o que acontecia, quando um membro ou líder da outra ala precisava de um manual, o bispado entregava a chave para o membro entrar na sala e pegar o manual, nisso o manual não voltava para a biblioteca e quando algum líder de minha ala precisava, não tinha. Depois que a capela passou por reforma, colocaram prateleiras de madeira. A biblioteca ficou com outra cara.rsrsrsrs
Confesso que depois de tantas bibliotecárias da outra ala, fiquei bem desânimada, principalmente o dia que um líder pegou uma gravura e quando fui cobrar a reposição do material ele foi bem sarcastico dizendo que se o problema eram centavos, ele iria na loja e comprava várias, bom até hoje não apareceram e esse foi o ponto final. Deixei a biblioteca a merce, a outra ala fez o que quiz, deu a chave para quem quisesse. Um ano depois (que é o atual) eles não tem a chave e depois que o irmão do sumo-conselho da estaca passou no prédio para verificar o estado das bibliotecas, vou dizer que o pessoal ficou bem "abaladinho", estão todos querendo arrumar tudo para prestar serviço. Tomei as rédeas, passei tudo o que aconteceu no decorrer do anos e ambas as alas estão trabalhando.
Pra quem não sabe como funciona a biblioteca da ala e quem é responsável por ela, segue as instruções que estão no Manual de Administração da Igreja 2010 (p. 104):

12.6 Biblioteca da Capela
Toda capela deve ter uma biblioteca com recursos para ajudar os membros a aprender e ensinar o evangelho. A presidência da Escola Dominical da ala supervisiona a biblioteca da capela.
As bibliotecas de capela variam de acordo com o espaço disponível. Podem conter alguns ou todos os seguintes artigos: escrituras, revistas da Igreja, gravuras e materiais audiovisuais produzidos pela Igreja, giz, apagadores, lápis, papel, televisores, aparelhos de DVD e uma fotocopiadora.
A presidência da estaca pode autorizar as alas, as classes de instituto e os centros de história da família a compartilhar os recursos das bibliotecas das capelas.

12.6.1 Bibliotecário e Bibliotecários Adjuntos da Ala
O(a) bibliotecário(a) da ala ajuda os líderes, professores e outros membros a aprender como conseguir e usar o material e os equipamentos disponíveis. O(a) bibliotecário(a) deve preparar uma escala de trabalho para as pessoas que ficarão encarregadas de atender aos membros na biblioteca. Essa escala de trabalho deve ser montada de forma a assegurar que todos os bibliotecários possam assistir à reunião sacramental todos os domingos e que cada bibliotecário(a) possa assistir à aula da Escola Dominical ou à reunião do Sacerdócio de Melquisedeque ou da Sociedade de Socorro todos os domingos.
Quando necessário, o(a) bibliotecário(a) da ala coordena com outras alas e organizações a utilização da biblioteca. Ele ou ela organiza o material e os equipamentos, cuida deles, e utiliza na biblioteca um sistema simples para o empréstimo de material aos membros.
Os bibliotecários adjuntos trabalham sob a direção do bibliotecário da ala e compartilham muitas de suas responsabilidades.

12.6.2 Liderança da Biblioteca da Capela em Edifícios com Várias Alas
Em edifícios que acomodam várias unidades, elas geralmente compartilham a mesma biblioteca. Se esse for o caso, o bispo agente é responsável pela coordenação do uso da biblioteca. Ele pode nomear um comitê para coordenar o uso da biblioteca e administrar a verba do fundo de orçamento a ela dedicado. O comitê deve incluir um membro da presidência da Escola Dominical de cada ala e o bibliotecário de cada ala.

Para informações adcionais, vocês podem entrar nesse link aqui. Lá vocês podem ver quem são os responsáveis pela Biblioteca, procedimentos para adição e descarte de materiais e uma lista atualizada de quais materiais podem conter em uma biblioteca da capela.
Lembrando que essa questão de material varia de ala para ala, pois algumas capelas tem um espaço muito pequeno o que limita a quantidade de materiais; outros prédios ficam em regiões onde sofrem constante assaltos, por conta disso, não podem armazenar materiais eletrônicos; outras regiões, os membros tem fácil acesso a computadores e tem os manuais nos celulares e tablets.
No caso da biblioteca do meu prédio que frequento, é a falta de espaço, temos uma grande quantidade de pessoas que não se interessam em fazer uso da biblioteca e os mais jovens tem procurado os recursos online.
Então comecei a colocar em prática algumas coisas... 

Primeiro Passo - Livrar-se dos Materiais que não São Utilizados
Vi o que fizeram no Instituto Caxingui e em outras alas... colocaram uma mesa no corredor com um cartaz "Pegue e Leve", então fiz meu próprio cartaz:


Montei uma mesa grande no corredor da entrada, depois o Presidente da Escola Dominical da outra ala, achou melhor colocar mais uma mesa pequena para poder colocar mais livros. Mas eu só consegui tirar foto da mesa que havia montado:









Como na maioria das alas, a turma só chega em cima da hora, das poucas pessoas que chegaram antes de iniciar as reuniões (em ambas as alas) só uma irmã que pegou uma fita VHS. Pensei: "Tantos membros doaram, acho que ninguém vai querer levar nada". Mas para a minha surpresa, quando terminaram as reuniões, formou-se um agromerado de pessoas em volta das mesas, quando voltei para ver o resultado, tinha sobrado bem poucos livros. Até os livros seculares a turma havia levado.
Então para a semana seguinte, coloquei outros livros, pois na biblioteca tinham muitos manuais dos Presidentes da Igreja:










A segunda semana já foi completamente diferente, a turma pegou bem poucos livros, todos eles mais antigos... Os dos presidentes da Igreja que são essas pilhas maiores, ficaram intactos. Vou insistir mais algumas semanas com eles, caso não saiam, vou começar a levar alguns para o Instituto e colocar da mesa de "Pegue e Leve" de lá.










Na terceira semana, arrumei os livros que ainda estavam na mesa. Os livros dos Presidentes da Igreja ainda estava intactos.
O bispo da outra ala me procurou para falar sobre essa questão de estar limpando a biblioteca e saber que tinha sobrado muitas coisas. Daí falei sobre a falta de materiais atualizados e que os manuais de presidentes não estavam saindo, ele então me disse que no domingo seguinte discursaria sobre a importância de cada membro ter em sua casa uma biblioteca e usar os manuais da igreja para preparo de aulas e discursos.
Quando todas as reuniões acabaram eu arrumei as mesas com os manuais que ainda ficaram e mais manuais que estavam na biblioteca (que são as fotos acima). Vocês irão notar que tem alguns manuais que ainda estão em uso, mas o problema é que estão rabiscados na parte de dentro, então coloquei na mesa para as pessoas.
A biblioteca da ala deve ter materiais atualizados e novos, para serem usados em empréstimos e até mesmo se algum líder precisar para dar uma aula em cima da hora.








Quarta semana, foi minha última remessa de livros para a mesa de doação. Consegui me "livrar" de muita coisa. Teve membros que aproveitaram a oportunidade para levar também as coisas que eles tinham em casa e não queriam mais. A parte chata é que não consegui dar todos os livros de Presidentes da Igreja, então tive que encaixotar novamente e deixar as caixas na biblioteca da capela.
Aquela plaquinha de doação, vou usar sempre que acontecer uma mudança de material e tiver que tirar algo da biblioteca.
Quanto a biblioteca, depois de descongestionar o espaço, pilhei os livros por organizações: Escola Dominical, Organização das Moças, Primária, Seminário, Instituto e demais:





Ah, eu não esperei me "livrar" de todos os livros que não seriam utéis para a Biblioteca para depois arrumar ela, enquanto eu fazia o processo de "descongestionamento", eu já ia separando por organizações.
A solução que o Presidente da Escola Dominical de minha ala apresentou para a questão do extravio de material, foi dividir as prateleiras, ele queria dividir ao meio, mas não tinha como, então escolher as duas prateleiras de cima para minha ala e para deixar bem claro e bem chamativo para quem entrar na biblioteca, fiz o seguinte:



Pois é, fiz plaquinhas com o nome da ala. Eu tinha montado um arquivo pra dar um efeito 3D, mas só quando fui cortar para colar nas prateleiras que vi que a moça da lan house imprimiu o arquivo em preto e branco, então ficou sem o efeito. Pois eu iria colar nas bordas das prateleiras contact de mármore e colocar o nome da ala em 3 D. Como deu errado, acabei colando o arquivo do jeito que estava e usei aquelas bolinhas adesivas que se usa em envelopes para dar um destaque nas prateleiras da ala.
Quem é bibliotecário sabe que muitas vezes as pessoas não leem os papéis colados, então tinha que chamar a atenção de alguma forma para as minhas estantes, para que as pessoas fossem conduzidas a lerem o que estava tão chamativo. E posso dizer que os líderes que passavam pelo corredor, quando olhavam para a biblioteca, voltavam pra ler e ver. Então acredito que terá um respeito muito maior pela biblioteca e divisões.
Depois, dividi os manuais para ambas as alas. Olhei cada um deles para verificar se não estavam riscados ou faltando folhas.


Comparado a tudo o que tinha antes, ela ficou bem vazia e ainda falta bastante material atualizado, mas agora cada ala ficará responsável pela compra dos materiais para a sua própria ala.
Ah, alguns materiais que são entregues para lideranças, tipo Progresso Pessoal, Fé em Deus... Terão apenas alguns exemplares para consulta na biblioteca, o material de entrega para os membros, ficará guardado no ármario de cada liderança. Aqueles que são de cursos como Preparação para o Templo, ficarão guardados no ármario da ala que tem na secretária. As bibliotecas que tem ármarios na parte inferior das prateleiras, podem usar esse espaço para armazenarem esse tipo de material, no caso do prédio que frequento, apesar do meu insistente pedido na época da reforma, não temos armários, então a melhor forma é cada ala guardar onde acha mais seguro.






A etapa seguinte foi separar as Liahonas, na mesa eu separei de 2000 à 2013. As mais antigas, eu separei no chão. Pois tinha várias que estavam com folhas faltando e outras que minha sogra havia me dado e precisava trazer novamente para minha casa.
As que não eram minhas, coloquei na mesa de material para os membros levarem. Fui fazendo isso com cada ano.
Teve muito membro que se sentiu motivado a pegar as revistas e manuais que ficavam tomando pó em casa e levar para a capela para compartilhar com outros que gostariam de ter esse materiais. Foi muito bom essa etapa de compartilhar materiais!!!

Na porta da biblioteca e no painel de anúncios da ala, coloquei um cartaz dizendo sobre o horário de atendimento da minha ala, nome e todos os telefones possíveis para falarem comigo.

Estou preparando alguns recursos para catalogar os materiais de minha ala e controlar os emprestimos. Que vou postar posteriormente.  E ficou combinado com a liderança da outra ala que quando um membro da ala deles me procurar, vou encaminhar para o bispado. Agora é cada um com os seus problemas.rsrsrsrs

4 comentários:

  1. Querida, Michele...
    amei o seu post, tudo muito bem explicado e que capricho, menina?! Nossa, em minha ala nunca teve biblioteca, sempre foi depósito de "quinquilharias". A liderança de minha ala nunca se preocupou com isso, nunca vi ninguém ser chamado para ser Bibliotecário e até mesmo uma sala disponível temos para começar a organizar. Mas o seu post me mostrou claramente como é importante uma biblioteca na ala, dos membros participarem ativamente do aprendizado e ensino na ala e utilizarem da forma correta os recursos. Agradeço muito pelas orientações, e espero sinceramente que aqui tudo possa mudar. Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elizabeth,
      Aqui a coisa também era assim, daí um dia eu fui pedir para o bispo um manual de Noite Familiar emprestado, ele abriu a porta e falou: "Olha, tá a maior bagunça, mas se vc achar pode levar pra vc." Aquilo me encomodou tanto que perguntei se podia arrumar a sala. Algumas semanas depois fui chamada bibliotecária e vou te falar que arrangei a maior guerra, pois os membros e líderes, não tem como cultura deles ir em uma biblioteca, então isso se refletia na capela. Eles achavam que era um espaço pra guardar panelas, fantasias e achados e perdidos.rsrsrsrsrs Fui bem rigida e passaram a entender. Mas ainda tenho problemas com a outra ala que não tem bibliotecária.
      Esse post estive trabalhando nela a 4 meses, queria ter complementado com mais algumas irformações, mas vai ficar para o próximo post.
      Fico feliz ue tenha te ajudado e espero que na sua ala faça diferença, pois são experiência minhas e alguns testes.rsrsrsrss

      Excluir
  2. Amei seu post !!! Fui chamada a pouco tempo como Bibliotecaria, e nunca tivemos esse chamado na ala. Se puder continue a postar ideias e suas experiencias!! Muito obrigada, te acmpanho faz tempo e acho seu blog o mais completo. Muito sucesso !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raiane,
      Infelizmente são poucas alas que tem bibliotecária. Tanto é, que estou nesse chamado à 7 anos e amo de paixão, pude aprender a conhecer os manuais da igreja. Eu te mandei uma solicitação de amizade no Face. Se quiser, podemos conversar pelo Face sobre alguma coisa que vc queira de ideia ou tirar dúvida.
      Meu próximo post vai demorar um pouco porque quero compartilhar o catálogo que estou montando e buscar ideias de como catalogar os livros. Mas acho que esse post já vai te ajudar.

      Excluir

Os comentários que tiverem links de blogs, serão excluidos. Assim como os comentários de divulgações de sites, blogs e qualquer outro meio de vendas. Se quiserem que o blog ou produto seja compartilhado no blog, mandem por e-mail.